segunda-feira, 28 de março de 2016

Meditando



É perigoso
adensar as palavras
sobretudo se 
a interlocutora vira a cabeça
para o lado esquerdo.

Ou se ela me olha
mexendo nos cabelos
fazendo charme...

Imperceptível
vejo suas mãos crescendo
como os "coxinhas"
pedindo intervenção militar
no país.  


(José Carlos Sant Anna)

4 comentários:


  1. Tenho uma janela por onde vara cores de momentos
    E uma eterna mania de sonhar.

    ResponderExcluir
  2. Olá José Carlos!
    quando a interlocutora vira a cabeça para o lado, ou tá fazendo charme ou não tá nem aí. Espero que seja a primeira opção porque as palavras quando caladas, são um perigo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse lado esquerdo, ou mais propriamente esquerdista, parece estar complicado, e por outro lado, o perigo de uma intervenção militar não é menor. As pessoas não têm memória?...
    Inteligente e espirituosa meditação. Perigos eminentes; as mulheres como metáfora de perigo (é claro), e a situação política, quase explosiva num país divido.
    Gostei da originalidade da tua meditação, na qual sinto uma compreensível preocupação.
    xx

    ResponderExcluir
  4. Seu poema é sensacional, José Carlos. Como se para cada doença em desabalada evolução, houvesse em contrapartida, uma droga amarga para tomar... Os senhores do poder deveriam ser os primeiros a pensar nisso.

    Beijinho.

    ResponderExcluir