quinta-feira, 17 de setembro de 2015

No tempo das carruagens

Um coupé de gala, Museu Real de Arte e História, Bruxelas

O que faço da espuma
e da tua calcinha molhada?
É amor inocente ou sedução?...

E da chaleira incessante,
pura fervura
ou apenas um instante
de sofreguidão?

E do roçar dos corpos,
e da dança do ventre,
e dos orgasmos
no meio da multidão?

É um faço ou não faço
criando papéis ornados
do mais intenso tesão...

E o que posso mais dizer, então?

:)  Ah! é muito pouco
ter os bicos rosados na palma da mão!


(José Carlos Sant Anna)