quinta-feira, 10 de julho de 2014

Obstinação

Brooke Shaden



Apenas
uma menção
ao teu corpo delicado
às margens virgens
incesto delicado
no teu ventre tão exato

Enleado
no teu lume
meu novelo viajado
encosta nos grandes lábios
cobrindo com o meu 
o teu corpo 
fascinado

Crepitando na zona
dos quadris
as tábuas da música
erosão sagrada
onde mãos desatadas
se perdem pelas avenidas 
desaguadas
da leoa incendiada

(José Carlos Sant Anna)

Visite o meu outro blog  
www.souhospededoasturias.blogspot.com.br

Visite o site da Quarteto Editora 
ww.editoraquarteto.com.br





10 comentários:

  1. José Carlos , a mim agrada demais seu obstinado amor pela escrita . O poema é lindo ! Obrigada por partilhar . Beijos .

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde José Carlos.
    Belo poema do ato do amor.
    Feliz noite.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Apenas umas palavras, sussurro de um corpo de ventre delicado.
    Um encontro escaldante, de cumplicidades alimentado, de prazeres só deles.
    Uma obstinação viajante por caminhos de desejo, sequiosa de ser e de ter.
    Fusão incendiada em fogo de paixão.

    Gostei desta tua obstinação!

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Apenas degusto a intenção do poema...
    Que lindo, querido amigo.
    Boa semana e muita paz José Carlos!

    ResponderExcluir
  5. (..)Cores de meia-cor pairam no céu.
    O que indistintamente se revela...

    F.P

    ..teus poemas eriçados.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Bom dia José Carlos.
    Vim lhe desejar um feliz dia do amigo, meu amigo sumido rsrs.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite José.
    Estava pensando em colocar na net, “Procura-se”.uma amigo sumido, mas ele apareceu rsrsrs. Obrigada pela carinho.
    Uma feliz noite.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Foi bom sentir de novo, o brilho dessa pérola...
    José Carlos, beijo!

    ResponderExcluir