terça-feira, 5 de novembro de 2013

Contracanto II



Na tua lição
o corpo
[nele pelo teu olho
               sou exato]

me propago incisivo
nas calorosas águas do prazer,
na alegria das tardes calmas

e no desprender-me do lume
na hora do exultante gozo
dos corpos aninhados

É preciso olhá-lo
como se nele dançassem
amêndoas na foz do teu rio

como se um peixe distraído
violasse as polpas das tâmaras
incrustadas no teu corpo

e engolisse as ondas altas
no ardor da tua sede

alagando o meu corpo
com os teus beijos disseminados. 

(José Carlos Sant Anna)




14 comentários:

  1. [No quarto,
    sem reserva,
    o desejo adentra]


    lindo.


    abç

    ResponderExcluir
  2. a lição do corpo
    embebido em corrente
    é desaguar sede adentro

    Belíssimo... Deu até para ouvir o murmúrio dos teus lugares!

    Beijo, poeta admirado!

    ResponderExcluir
  3. rapaz, de mergulhar amalgamado em algas e sereias


    abraço

    ResponderExcluir
  4. Perdi-me neste corpo alagado de beijos e outras entrelinhas.

    Soberbo!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Paisagens gustativas exuberantes, poeta!!! Amêndoas dançantes na foz de um rio: uau!!!!

    beijos, querido poeta!

    ResponderExcluir
  6. Um poema encantador e sugestivo, José Carlos!
    Amei!

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Que banho de lirismo!
    Um poema pleno em águas cálidas...

    Beijo, caríssimo!

    ResponderExcluir
  8. Querido José Carlos, nada posso dizer sobre esse lindo poema, é segredo...Porque minha imaginação, soltou as rédeas, venceu barreiras, rasgou os véus das entrelinhas, viajou à velocidade da luz a cada verso que eu lia... Então, um beijo!!!

    ResponderExcluir
  9. José Carlos, gosto de ler seus poemas, este além de de despertar muitas coisas em cada um que o lê traz em cada palavra a marca da sensualidade. Bom demais. Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Não me canso de perder-me nestes corpos e beijos dissiminados.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Muito bonito! Impossível não se deixar viajar com suas belas palavras :) Sempre me perco nos signos enquanto te leio, rs.

    Espero que ainda lembre de mim, sou a Naiane :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Me inundei por essas areias onde as águas são de prazer, o desaguar é prazer e as delicias tentadoras, contagiosas até.

    Gosto de me (re)passear por aqui.

    Beijo

    ResponderExcluir