sexta-feira, 28 de junho de 2013

Ainda à moda bukovsquiana


Modelo da Roma imperial em seu auge, 
com destaque para o Circus Maximus e o Coliseu.




Das minhas mãos ávidas
nascia o possível,
mas ela 
              (eu não sabia)

se queria algo mais 
ainda sem tirar a roupa.

Não lhe disse sim,
mas puxei um cigarro
e da folha de tabaco
prosperou uma desilusão

que se desfez rapidamente
ao som de uma música
arrastada à flor da pele
do pescoço ao púbis.

Do seu espaço a cozinheira
sentia algo cortante,
além da cebola,
fazendo-a chorar
no divã de rainha da copa.

Mas o olho nu inventava
tudo pelo lado de fora
sem cobrir-lhe um véu.

E o Kama Sutra oferecia
aos pombinhos
clichês que o vento
não levou em cinemascope.

Agora o que lhe importa mais?
Gostaria de saber 
que o império romano
não se desfez 
                     num flash de soda?




9 comentários:

  1. à moda, mas com tempero singular, bravo


    abraço

    ResponderExcluir
  2. A meu ver, meu Caro amigo, na linha bukovsquiana temperada com condimentos surrealistas e até uns pózinhos simbolistas.
    Abraço e bom início de fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. num flash de soda
    a sede dos bárbaros
    se desdobra

    ...

    beijo, caríssimo!

    ResponderExcluir
  4. daria uma bela cena de filme Noir, com muita fumaça emoldurando tudo!!

    beijo, poeta amigo!

    ResponderExcluir
  5. Sagaz o rainha da copa e quase achei que seria outra a folhinha pro cigarro.

    ResponderExcluir
  6. Vi simbolismo também aí, você vai descobrindo as tantas facetas do poeta, Eu vou gostando. É um poeta que me faz pensar,

    Beijos,

    ResponderExcluir
  7. Simbólico e bonito, insinua coisas, fala de singularidades.
    Faz pensar, a Tania tem razão.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Bom Dia:Quantos blogs encontramos , quantos amizades descobrimos ao longo do tempo nessa caminhada virtual , que passa a fazer parte das nossas vidas .
    Temos dois mundos para viver real e virtual não são poucos , que hoje faz dos virtuais a amizade principal das suas vidas.
    Eu me incluo na lista de maiores amizades virtuais , pois muitas vezes encontramos conforno necessário fora do mundo real.
    Fiquei feliz em conhecer seu blog.Um feliz Domingo beijos ,Evanir.l

    ResponderExcluir
  9. José Carlos,
    A vida frui-se de múltiplas formas, mas nenhuma dispensa aquela inquietaçãozinha...

    Abraço

    ResponderExcluir